domingo, 28 de setembro de 2008

d0r


hoje
eu não vejo mais o mesmo
me atinge de uma forma bem estranha
revira só até a cabeça
embriaga pela metade
traz solidão
e faz pensar nos dias
com gosto amargo na boca
excluindo qualquer caminho de prazer
deixando fácil
acesso livre
batalhão de dúvidas

5 comentários:

Camilinha disse...

eu também ando a ver as coisas distorcidas...




bjs

Tiago Moreira disse...

Quanto tudo está quebrado, todo caminho parece incerto.

Belos versos, mui fortes.

Beijos.

Camilla Tebet disse...

Enquanto somos acesso livre a batalhao de dúvidas.. estamos abertas a um batalhão de respostas.. e perguntas. Já pensou que coisa boa?
bjos

Narradora disse...

Concordo com a Camilla. Mas amargo na boca só café mesmo...
E como dizia o poeta, nada de metade... "pra ser gde, sê inteiro".
Bjs

teo netto disse...

simples, revelador e gostoso de ler.

Um abraço!