quarta-feira, 5 de março de 2008




é como se o amor estivesse na diagonal.
ao dormir, a minha alma se sente segura e ando tentando fazer deste, um momento bem íntimo. é que as vezes meu ser tira férias, e eu acabo perdendo a intimidade comigo mesma. são passagens, que ninguém nota e que muito menos viram rotina. há coisas que só a gente sabe, e vai ser assim sempre. na hora do parto ninguém tá ali pra te dar a mão, você chega sozinho, feito pra ser um só. eupormimmesmameresolvo. eu sou assim manhã. outrora mudo. e de noite durmo melhor. um estado de alma. mútuo e alheio. um tanto quanto incoveniente, um pouco grosseira. (08:16 AM)

6 comentários:

Juliana Caribé disse...

"um tanto quanto inconveniente, um pouco grosseira." e absolutamente humana. Ana, acho imprescindível tirarmos férias de nós mesmos, às vezes, mas não se pode perder a intimidade consigo mesma. Você é quem se mantém. Como você disse, no parto, momento traumático, em vez de nos segurarem as mãos, nos dão um tapa na bunda. Nos fazem respirar, sorver a vida, e começar a participar dessa engrenagem maravilhosa (e complicada).
Vocêporsimesmaseresolve. E quando você sozinha já não consegue mais? Um tanto quanto inconveniente, um pouco grosseira, a gente desaprende a pedir ajuda...

Menina, você é rápida. Se eu não vier aqui todo dia perco palavras lindas!
Já falei que adoro as músicas do seu blog? Como você pôs uma lista delas? Me ensina?

Tem texto novo no quintal e foto nova no cartão postal.

Beijinhos.

Ana Cláudia Zumpano disse...

sim! humana e mulher...
adorei seu comentário Juliana, e sei que ajuda a gente sempre tem nos braços de quem nos ama!
ah! e sempre existem vários personagens dentro da gente, vc sabe disso!
já visitei o quintal! bjos ;*

Thallen disse...

"eupormimmesmameresolvo. eu sou assim manhã. outrora mudo"

eu adoro essa mudança ;)

Thallen disse...

A propósito, adorei as músicas!

Ana Cláudia Zumpano disse...

obrigada! volte sempre...
ah! e eu sou super a favor de mudanças, sempre!

Tiago Abreu disse...

é, na hora do parto ao invés de te dar a mão te dão um tapa!!!
amora, você é intensa!
amo te ler