terça-feira, 4 de março de 2008

um certo marasmo

ser eu todo tempo.
com todo meu vocabulário
todas minhas dúvidas
todos meus sonhos
todos meus apegos
todo meu mau-humor
todas as minhas brincadeiras
toda minha vaidade
toda minha disposição
toda minha expectativa
toda minha ansiedade
toda minha molecagem
toda minha cantoria
todas as minhas novidades
toda minha preguiça
toda minha fome
toda minha dúvida
todos os meus conselhos
todos os meus conceitos
definitivamente: não é fácil ser eu tempo todo.

5 comentários:

Tiago Abreu disse...

às vezes "o desejo se confunde com a vontade de não ser".

Tiago Abreu disse...

ser você à flor-da-pele... a transcendência indica um caminho em que o ser (ego) é apenas um ponto ínfimo no cosmo infinito...
portas da percepção hão de se abrir...

Juliana Caribé disse...

No entanto, ser você o tempo todo,
com suas manias divertidas,
com seus amigos queridos,
com seus amores,
com seus parentes,
com seus presentes,
com suas delicadezas,
com seus olhares,
seus sorrisos,
seus abraços,
seus beijos apaixonados,
você, o tempo todo, com você mesma...
Vale muito a pena!

Beijoca.

Paloma disse...

ana!
tenho frequentado assiduamente seu blog, e a cada vez que entro me deparo com textos mais sinceros, repletos de sensações, emoções e verdades. textos que fazem a gnt se deparar com nós mesmos. fabulosos...
lindo,lindo, como sempre.
acompanho de longe,
querendo estar perto.


bjo grande, sempre.

Paloma

SAMANTHA ABREU disse...

na verdade, Ana, não é fácil "ser", simplesmente.
Quando é a gente, fica ainda pior. Mas apenas ser já é uma aventura diária.

Um beijO!