quarta-feira, 2 de julho de 2008

Zona de Perigo

dentre tantas confusões

eu parada na marquise

aparo a mão pra ver se posso com a chuva

apoio um pé pra ter certeza se piso com os dois

e verifico na mochila um salva-vidas




depois de tanta tempestade

não me arremesso na neblina.

é como um kit de sobrevivência

caso haja um ato falho

retiro da cartola um coelho (rapidamente)




aqui, já é aviso.

eu já me disse

que eu fui e não venho

mas saio correndo se for preciso.

16 comentários:

Tayná. disse...

saber ir e saber voltar.
eu sei ficar, nela.

Vivi disse...

Belo o processo de voltar a se expor às intempéries da vida, depois da dor.
Vá sim, Ana, com calma (e sempre com alma). As estações esperam por você!
Beijos!
(Obrigada pelo link!)

Sabrina disse...

:)
eeebbbaaaaa!!
que linda!
voltou!
estava com saudades!
espero que esteja bem e feliz!
beijos e suspiros

Germano disse...

Ana,

gostei muito.
Mas foi de verdade mesmo.
Tem muito de marginalidade em teu poema, sem querer te levar ao passado. Mas devo fazer tal paralelo.

Li e reli.
Sempre.

Quero você lá no clube sempre também.

Germano
Aparece...

Val Becker disse...

Ô, que bom duas vezes... hehe!
Uma por ter voltado e outra por ter me visitado.
Vou colocar o seu link lá no Inconsciência também e vou voltar sempre aqui, claro!
Beijo.
Val.

Bárbara M.P. disse...

Voltastes queridona? Que bom...
Xô crise de abstinência!



Beijos
Bárbara

Paloma disse...

Ana, seja bem-vinda de volta! O lugar é seu e, portanto, é livre como você. Qualquer coisa, é só abrir o pára-quedas e sair voando.
Mas enquanto estiver aqui, eu vou comemorar.
Abraço e saudades diminuindo!
Paloma

rafa disse...

hoje é o amanha q tanto nos preocupava ontem. Venenosa FM

sempre.....

Graziele Alencar disse...

É sempre bom ter um coelho na cartola, pra tirar quando for necessário, com ou sem ato falho.
Beijos.

WILLIAM (Penso, Logo Escrevo...) disse...

Olá,
Desculpe a demora em escrever, mas tive um problema no meu meu PC.
Abraço,
Espero uma visita sua.

Camilla Tebet disse...

Que bom que voltou. Com salva vidas e tudo. MAs se precisares,saia correndo mesmo. Mas continue escrevendo bem assim, como fazes. E eu continuarei vindo ler.
Bjos

Daniele V. disse...

Fico na chuva. Adoro limpar minha alma e consciência.

Narradora disse...

Fico feliz que tenha voltado a escrever.
Tempo ao tempo e as coisas se arrumam.
Bjs

Assim que sou disse...

Gosto muito da idéia do kit de sobrevivência. Aconteça o que acontecer, me enfie no buraco que me enfiar, sei que - na pior das hipóteses - o meu cinto de mil e uma utilidades estará por ali. Se não para resolver, com certeza para ajudar. Porque se somos tantas vezes os cruéis inimigos de nós mesmos, não há dúvidas de que somos também nossos guerreiros mais fiéis.

bjs. Veronica

O Profeta disse...

E este Sol impõe a claridade
Pôs no celeste a Lua a bocejar
Perdi a conta das estrelas no céu
Ergui-me em bicos para as contar


Voa comigo sobre as emoções


Mágico beijo

MARIUS QUIRÓZ disse...

A vida nos ensina a viver. E é vivendo que aprendemos a sobreviver.

Fazia tempo que não visitava os amigos e amigas da blogosfera.

Grande beijo!