segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

SenhoraSABETUDO

Ah! Um dia eu ainda me aborreço
e te devolvo toda sua arrogância e prepotência
Quisera eu ser burra e menos curiosa
não sairia por aí lendo o que não presta
e tirando conclusões precipitadas do amadurecimento
Sou menina nova, estudo com gosto,
estou aprendendo a lapidar o mundo
Não chego ao fim da música antes da hora
nem pulo nenhuma das partes,
sempre acerto o tom.
Eu sei muito bem colocar os pingos nos "is",
embora o uso da crase ainda me confunda.
Eu ainda chegolá.
Eu não beiro o envelhecimento,
minhas flores estão desabrochando
e minha juventude perdurará por toda vida,
porque fui moça de família
e desde pequena aprendi oque é humildade
Todo ser é sábio, mas aquele que muito se afirma
um dia é pego pela própria língua.
Não nego minhas origens,
nem faço propaganda "eu sou mineira"
não uso minha terra, pra adorar outro lugar
Cada ser tem seu aconchego,
e é pra lá que ele volta todo natal, virada de ano
e essas parafernálias todas.
Eu não me afligo, eu dou licença
e você passa "cheia de graça, no doce balanço"
Não te conheço minha SenhoraSABETUDO,
mas sei que me adora!
De alguma maneira minhas palavras te confortam,
te confrontam, te incomodam? Obrigada.
Eu sonho além,
e já li tantas vezes que eu posso voar...
eu já tracei meu destino,
nem cidade maravilhosa, nem terra da garoa
eu vou é pra ilha perdida,
eu vou é pro Paraíso.

3 comentários:

binho miguel disse...

Fui intrometido até demais!
Por vez que pelo last.fm com teu perfil musical SUPERduper com o meu, por acaso vi teu blogger.
Não resiti e tive que vir e ler pelo menos o texto no qual comento agora.
E fica aqui, não sei se era o que esperava ler quando o mesmo você veio a escrever, mas o que eu li foi simplesmente sensacional.

Belas palavras ditas pelo visto de coração!


desculpe mais uma vez! (=


Beijo's!

*;

binho miguel disse...

HAhHAhHHAAHHA

Então vou ser desculpado com certeza!
Pode contar sempre com minha presença aqui!

Beeeijo's!

*;

Tiago Abreu disse...

princesa, gargalhei demasiadamente ao ler essa afiada, satírica, tragicômica e lucidamente crítica...
essa da terra garoa foi ótima... o doce balanço então (imagina se eu não ri)... esse glamour em torno de pontos muito pisados é patético... essa de posar de cosmopolitano é onda que não dá JACARÉ!

e, em grand finale, nosso horizonte e destino:
"eu vou é pra ilha perdida,
eu vou é pro paraíso"
- Vamos pra nossa ilha da fantasia que o momento não tarda!
PARAÍIIIIIIISOOOOOOOOOOO!!!!!
Paraíso e para isso tudo!
nossa terra em-aventurada...
amo teu gênio!