segunda-feira, 28 de julho de 2008

início dos 20 e poucos anos...



o silêncio que precede o sufoco
angústia, ansiedade
um certo medo bobo
olhei meia hora,
cravada no relógio
nele, existe tempo.
indícios de ferida na alma
pra mim, uma das piores doenças.
poderia dizer que toda vez é assim,
mas não é verdade.
Nesse último ano a tendência foi bipolar
colocando sempre em dúvida meus sentimentos
fui exposta ao fogo
5 tiros de 38 no peito
sobrevivi, mas noto bastante diferença,
algumas só eu mesma percebo,
outras são apontadas, como se fosse
necessário "ser" pra alguém ver.
eu ainda sou menina
que sente falta de mimos,
e chora no escuro abraçada ao travesseiro
brinco, danço em frente ao espelho
e fico extremamente irritada quando quero chamar a atenção e não consigo!
nessa brincadeira de mulher,
cozinho, lavo, passo, uso salto e trabalho o dia todo.
mas assim, tão próxima do dia,
queria mesmo era passear na grama verde, colher flor,
correr contra o vento, sujar o vestido, pular no rio...
livre, livre, com um sorriso meu que eu achei esses dias atrás, em uma daquelas fotos guardadas... cabelo voando, felicidade, muita felicidade e um sorriso que não cabe na boca.
meu presente seria essa sensação!

11 comentários:

Germano Xavier disse...

Um bom presnte, Zumpano.
Um bom presente...

Sabrina disse...

Ana, querida, lindo, lindo poema, e lindo sentido. O que está dentro de tí é esse riso largo que, às vezes, precisamos sufocá-lo para que depois ele volte mais largo e certo ainda.
um monte de beijos daqui!
:)

Daniele V. disse...

Belo poema. Para lembrarmos dos bons tempos que fazem tanta falta, adorei!

Camilla Tebet disse...

"Nesse último ano a tendência foi bipolar'. E quem não é tripolar? essa coisa de ser uma cansa, principalmente para quem levou 5 tiros. E o presente que uma de vc escolheu e um presente e tanto. Seja todas elas. Escolha vários presentes. Viva várias vidas. VIvA!! Eba...

rafa disse...

E QND TIVER RESPOSTAS E NAO HOUVER PERGUNTAS... CONTINUAREI A INDAGAR.

Mr. Ziggy disse...

ah, vc tem bom gosto, Ana! beijo!

Bárbara (B.) disse...

Devo dar meus parabéns um tanto quanto atrasados? Entendi bem? Ficaste um ano mais velha? Nossa, acho que me confundiste um pouquinho... risos.

Mas bonita reflexão, moça. É sempre bom fazer um balanço de tudo.


Beijo meu.

Three Love's disse...

lindo...
que seu presente venha, surja assim de repente, inundando seu rosto, seu corpo, seu dia...

não sei como descrever, mas textos assim parecem surgir num só fôlego, textos que se escreve no papelão, na parede ou não chão porque vêm tão de repente exigindo serem escritos; sentimento que anseia ser vivido...

b.e.i.jo.s;

belíssima foto, funde perfeitamente ao texto...

Narradora disse...

Lindo texto...
Menina, isso é que é presente.
Bjs

paloma disse...

que sensação, Ana Cláudia, que delícia de sensação...!

um abraço apertado!

Leandro Neres disse...

Que belo texto. Libertador, isso sim.
Bjs
Leandro